quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

"Na vida, quem perde o telhado em troca recebe as estrelas."
Frase do grande Tom Zé, na qual, há muito tempo, acredito piamente. O telhado não nos é essencial. Ele protege, sim. Mas é substituível. Tudo que é susbstituível pode ser descartado, obviamente. As estrelas, além de protegerem, nos iluminam, nos guiam, trazem um brilho único e uma magia sublime.
Em certos momentos que o mundo pode parecer ter desabado, que o seu chão pode parecerter se rompido, em que o seu telhado pode ter sido desmoronado...não desanime!Há magníficas estrelas escondidas. Elas aparecerão. Pode até ser que demorem. Contudo, essa demora só irá existir pra que quando o encontro aconteça, ele seja mais intenso, emocionante e envolvente. O segredo é fazer com que o seu céu não desapareça!
Seja como o céu,que espera todas as noites por estrelas.Seja uma estrela pra alguém.Brilhe, envolva, proteja...que, convictamente, este alguém brilhará com e principalmente, por você. Afinal, Deus nos dá em dobro tudo aquilo que damos ao próximo.

P.S.: Perdi meu telhado, mas recebi as mais incríveis e brilhantes estrelas.Deixei meu céu aberto. Eu as esperava, sem saber. E finalmente elas chegaram!

:: Escrevi este texto e o anterior há mais de um ano. Prova de que o tempo não nos faz perder nossa essência.

2 comentários:

Kálylla Ribeiro disse...

São lindos, os dois. E tristes, de certa forma.
Mas o que você disse no final, que "o tempo não nos faz perder nossa essência", acho que é tudo verdade.
A prova disso, foi quando a gente se reencontrou, e voltamos a fazer parte uma do dia-a-dia da outra. Ainda apreciávamos as mesmas coisas, compartilhávamos os mesmos gostos singelos que há anos atrás nos haviam aproximado. É claro que tínhamos mudado, amadurecido, é uma inevitável consequência do tempo e das experiências que ele nos proporciona a viver. Mas o que nos uniu de início, continuou a nos unir naquele momento, e continua nos unindo. Continua, Cá.
Eu vou estar sempre aqui pra quando você precisar, não importa quão longe, e quanto tempo ainda venha pela frente.

"Certo é estar perto sem estar" (O Teatro Mágico)

Renata Belmonte disse...

Lindo o texto e a frase!
Bjs