domingo, 24 de junho de 2007

"Minhas desequilibradas palavras são o luxo do meu silêncio"

Eu até poderia comentar sobre Renan Calheiros e a sua eterna cara-de-pau ou sobre Hugo Chávez e sua ditadura praticamente implantada, mas, resolvi deixar um pouco de lado o "perfil jornalístico" desse blog.
Esses dias me falaram que eu sou uma garota "na minha" e minha melhor amiga diz "seus olhos são transparentes".
Quem não me conhece, por completo, imagina que me fecho no meu mundo e que faço da minha vida, um segredo. Enganam-se.
Meus sorrisos são sinceros. Aquilo meio torto, carregado com uma pequena ou grande tristeza, não é sorriso, é apenas um movimento para enganá-los.
Meus olhos não são mistérios. Reparem, eles têm um brilho próprio e uma lágrima escondida nos cantos; e há motivos para isso.
Meu modo de mexer o cabelo, talvez seja pra te hipnotizar ou pra te afastar; isso você vê conforme o olhar.
A minha solidão está estampada na cabeça baixa ao andar.
No meu olhar ao horizonte estão os meus sonhos.
Minhas mãos são sempre quentes, talvez venha daí a vontade de dar carinho.
Meus choros repentinos e minha eterna gulodice mostram minha ansiedade.
Minha mão no queixo juntamente com o silêncio são os pensamentos problemáticos.
Minha mania de roer unha é o medo não sei do quê.
Meus braços juntos são a falta de abraços.

Todas as minhas loucas palavras são a minha necessidade, o meu vício.

ps: eis aqui o porquê do encaixe perfeito da frase de Clarice Lispector,título desse post, ao meu blog!

4 comentários:

panmitiko disse...

palavras são, enfim, a expressão do que estamos sentindo ou do que propriamente somos. temos sede de palavras e a fome que também sentimos por elas nada mais é do que a necessidade de tê-las.
tudo que vc falou a seu respeito foi usando palavras que jamais usaria se, em outra ocasião, não houvesse necessidade de expô-las.
seu sorriso, sua ânsia, suas manias, seus sonhos, sua solidão são consequências da vida e talvez, até seja a vontade de querer algo que não encontra por aí, somente em palvras.
e por sorte vc sabe usá-las muito bem e isso que importa.
vc tem esse dom e usufrui dele com ótimas intenções.

um beijo.

Mauricio disse...

Bem.. sou obrigado a concordar com a Pam em Genero Numero e Grau...

poucas pessoas falariam tao bem de si mesmas como vc fez... expondo de certo modo seus sorrisos e seus significados...
seus olhos.. com seu brilho proprio.. q poucas pessoas tem... eh uma lagrima escondida no canto mostrando q apesar de belos... demostram um sentimento.... q talvez seja solidão.... kmo vc diz depois...
seu modo de andar..
seu modo de mecher os cabelos...
seu olhar no horizonte...demonstrando seus sonhos....
sua ansiedade.... que vem a tona nos seus choros e sua eterna gulodice...
a mao no queixo....
eh os braços cruzados demonstrando mais uma vez a solidão!!!

vc se expressou do melhor modo possivel.. colocando nas palavras.. seus sentimentos.. medos.. ansias... manias.... gestos...


eh voltando ao comentario da PAM..

vc tem o dom das palavras... eh o utiliza lindamente.. com a melhor (na minha opinião) intenção do mundo...

Bju....

K�lylla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Belmonte disse...

Oi,

Muito obrigada pela visita lá no blog! Fico muito feliz por você ter gostado do meu trabalho. E de mim tb:)
Aproveitando seu comentário, coloquei um post lá no Vestígios. E vou tb colocar seu blog lá.
Volte sempre!
Beijos,
Renata