quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

A assustadora e crescente indiferença humana

O ser humano anda cada vez mais insensível. Sua indiferença se perpetua a cada dia.
A facilidade com que matam, machucam e destroem é realmente assustadora. Crimes como o do pequeno João Hélio não apenas assustam, doem. Doem no peito, doem na alma. É desprezível ter conhecimento de que pra alguns, uma vida, principalmente de uma criança, não tem valor algum. E, ao contrário do que a lei estipula, idade, experiência ou qualquer outro quesito relacionado não interferem na formação da moral de alguém. É da própria índole, do próprio perfil que vem todo essa nojenta crueldade. Não diga que o mundo os transformou nesses monstros, pois somos nós mesmos que escolhemos aceitar ou não o ódio, o rancor e o egocentrismo.
Estamos nos tornando muito mais melancólicos e desesperançosos...Os sonhos estão cada vez mais distantes e a realidade cada vez mais clara.

13 comentários:

K�lylla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael disse...

Acredito um tanto desculdada a sua afirmaçao, principalmente quando diz que o mundo não é culpado por nada e que somos nós que escolhemos o ódio, o egocentrísmo e blá blá blá, blá blá blá. Sorte nossa que os sonhos estão distantes, nao digo o mesmo quanto a realidade está proxima. Pois os sonhos sao intorpecentes que o sistema nos induz usar para esquecermos da reliadade, pois o que nos fere , nos fere num plano da realidade nao nos sonhos. entao temos que combater (viver) no plano da realidade. Outra questao é essa chatisse que a TV bota na cabeça de todo mundo quanto a maior idade penal. Quando a responsabilidade é não do Poder Lgislativo ou Judiciário e sim do Executivo. POis me responda uma coisa: É CORRETO MANDAR UM INDIVIDUO PRA CADEIA, LEVANDO-SE EM CONSIDERAÇAO A SITUAÇÃO PENITENCIARIO DA PAÍS, SENDO QUE ESSA É UMA FASE ONDE O SER ASSUME SEU CARATER PRA VIDA INTEIRA? Pq a sociedade se preocupa em prender quando deveria se preocupar em educar? Pense sobre isso pra nao mais ta vomitando o que a TV lhe faz digerir. Ass: Rafael Sarajevo. Meu Blog é www.cafeinaemversos.zip.net

r i c a f l o y d disse...

Bom Guria. Realmente tu estas escrevendo muito bem, ainda mais pra tua idade, aliás, como eu já havia lhe falado antes, eu acredito que tu estejas na frente da média intelectual da tua faixa etária e isso é imprescindivelmente bom. Bueno, quanto ao texto, vamos lá.
O país é uma barbárie, correto. O mundo é uma barbárie, certamente. Mas isso só é, porque um dia veio a ser, portanto, não o era. A questão é porque o que era tornou-se o que é. Quais as causas, razões qua levaram a isso. Qual o(s) motivo(s) que levou o ser humano, como tu bem referes no teu texto, a ser cada vez mais insensível, a perpetuar a sua indiferença a cada dia? Esse é o ponto. Óbvio que com um acontecimento como esse, nos chocamos, nos indignamos, ficamos atôninos, somos até capazes de querer e desejar a morte do outro, que cometeu o delito. Em questão de segundos, ao desejar a morte do outro, voltamos ao estado de barbárie que não queremos para a nossa sociedade. Percebes a profundidade da questão. E é natural isso, é instintivo do ser humano, é o estado de sobrevivência que faz com que se perpetuem as espécies no mundo animal(dito irracional), até que o homem ponha a sua mão e destrua esse mundo animal, de onde veio. Bueno, mas talvez esse comportamento instintivo não seja o comportamento esperado do SER Humano. Ele às vezes é vital para a sobrevivência, mas também, pode ser crucial para a barbárie. Quando o homem começou a ser reunir em bandos, nas eras passadas, mesmo sem essa evolução cerebral alcançada hoje, já na época, respeitava algumas regras de convivência em grupo. E isso é imprescindível para a sobrevivência do próprio grupo e, consequentemente do indivíduo. Isso foi evoluindo através dos tempos e, foi o que gerou o chamado Direito. Na disciplina de Teoria do Estado estuda-se a formação/surgimento do Estado de Direito, o qual nós vivemos, Democrático e Constitucional. Para ele poder existir e beneficiar o povo surge uma figura que Rousseau chamou de Contrato Social ou pacto social. O que é isso. É realmente um pacto, ou contrato hipotético, realizado entre o Estado e a população, onde, o povo delega o seu poder soberano para um grupo de homens que possam governar, gerenciar o Estado em benefício de toda a população, em benefício de todo o povo que é o verdadeiro soberano do poder. Esse é o primeiro princípio da Democracia. Ou seja, eu perco um pouco da minha liberdade individual em benefício da liberdade de todos. Ocorre que, para que isso funcione ou tente funcionar, todos, sem distinção devem obedecer certas regras. Aqui surgem as leis que mantém uma certa ordem no convívio social, no grupo, assim como faziam as tribos nas carvenas milênios atrás. Essas leis devem ser respeitadas e quem as transgredir é pacível de punição. Dito isto, percebe-se que com o passar do tempo o Direito evolui e chegou-se a um senso comum de lei, de ordem, de vida em sociedade. Entretanto as pessoas, ou parte delas esquecem-se de que com a evolução do Direito (embora questionável), pode-se dizer que a sociedade também evolui, e evolui mais rápido que o direito. Muito bem, mas esta evolução da sociedade trouxe com ela uma involução, uma catástrofe. Na história dos sitemas econômicos, que deve ser estudado juntamente com a sociedade, chega-se ao dito capitalismo, que teve estopim na Revolução Industrial, e mais tarde se apoiou nas idéias do liberalismo da Revolução Francesa (aqui poderia se fazer um parenteses sobre isso, especificamente, mas não é o objeto perseguido). Isso tudo gera uma nova ordem mundial. E esta gera em escala monstruosa não só produtos para o mercado crescente, mas também, gera miséria, fome, desigualdade e também a nossa tão conhecida indiferença e falta de sensibilidade. Porque tudo isso? Para demosntra que o mundo não se tornou de uma hora para outra o que é. Foi todo um processo errado, pode-se dizer assim, que desencadiou naquilo que se ve hoje. Óbvio, que vivemos em sociedade e devemos respeitar as leis para nossa própria sobrevivência. Entretanto devemos perceber e saber que nós, não somos apenas nós. Somos a unidade, embora alguns não queiram. Nós também somos o outro. Aqueles seres imundo que mataram o pequeno João Hélio, certamente, e não se diga que não, certamente, tem uma parcela de cada um de nós naqueles infelizes. Isso choca, certamente, mas isso é fato e faz pensar. Nós também somos eles. Questiono qual indiferença e falta de senibilidade, qual rancor, ou ódio, ou egocentrismo. Será que é a falta de sensibilidade de passar por um mendigo e nem o perceber? Talvez quando vemos tiroteios nas favelas e não nos importamos, afinal lá todos são marginais, ou não? Será que é o ódio que temos pelos sem terra que são tachados a cada dia de vagabundos, qdo niguém, na verdade, conhece sua realidade a fundo? Será que é a indiferença por aquela criança que chega perto do carro no sinal e é qdo fechamos o vidro? Ou será o egocentrismo que não nos faz perceber milhões de pessoas passando fome, frio, vivendo pior do que ratos. Será que é a indiferença de não ver o mar de desempregados, os milhões sem educação, sem saúde, sem moradia... sem nada. E nós, cara pálida, um bando de hipócritas é o que somos. Nós somos parte deles que mataram o João, e o pior, nós somos responsáveis por isso e pela fome, e pela miséria, e pela desigualdade social. Porque, por óbvio. Nós nos transformamos assim, nós nos tornamos assim, e esses assassinos cruéis somos nós, ou não? Claro que sim. Porque permitimos que isso chegasse aqui. Porque sempre vivemos da indiferença, da individualidade, na base do EU AQUI E ELES LÁ, e assim tudo anda bem. A sociedade é fruto dela própria, meus caros. Sabe-se que não se pensa movido por emoções fortes, agindo instintivamente, como dito antes. É compreensível, é defensável e, deve ser assim a dor daquela família que só deve receber consolo e solidariedade agora, e por muito tempo mais, mas, não é hora de discursos infundados, inflamados e oportunistas. É fato, de nada adianta aumentar a pena paara os crimes meus caros, as pessoas tem que entender isso. É uma grande besteira(óbvio, a legislação podia e deve ser revista, mas aumento de pena não salva ninguém e não traz de volta ninguém) fazê-lo. Realizei um estudo uns anos atrás e nos estados americanos onde a pena de morte é aplicada, vejam bem, onde a pena de morte é aplicada, a criminalidade é 30% a 40% maior de onde não há pena de morte. Fica latente o fato. Na realidade nós estamos muito bem, aliás uma pequena parte da população está bem. Podemos estar numa faculdade, apenas isto já bastaria, ter um computador, um carro, uma casa, uma grana boa no final do mês, se não tão boa, que de pra viver rasuavelmente bem. Vamos ao shopping com a família, cinema, enfim, desfrutamos bem da nossa vida. Mas sempre esquecemos de todo o cinturão de miséria do país. Nós não pensamos no outro. No porque que o outro esta onde está. Não nos perguntamos porque ele está morrendo de fome, de frio, ou porque está fora da escola, trabalhando pra comer, não nos perguntamos porque caem na mão do tráfico, não nos perguntamos porque roubam, porque matam, simplesmente chegamos a fantástica e mágica conclusão que são vagabundos e marginais e assim sempre foram. Santa ignorância, santa hipocrisia, e tem ainda uns alienados, ignorantes, que me vem à público na TV dizendo que a pessoa nasce com a índole. Marginal é um cara que fala isso, por favor. Nós não queremos atacar a raiz do problema, queremos apenas remendos. O que queremos é que eles, os marginais, fiquem nos presídios e nós gozando da liberdade, e será que somos tão santos assim, pensem. É muito fácil enfiar o dito marginal naquelas privadas gigantes que são os presídios, e esquecê-lo lá dentro. Foi feita a justiça, mas que justiça? Nós só nos lembramos que existe marginalidade quando isso nos atinge pessoalmente ou quando ocorrem casos como esse do João. E então queremos ações rápidas e inpensadas que não podem acontecer desse jeito. Da mesmo forma, só nos lembramos dos presídios, quando um ente querido nosso que errou uma única vez na vida, era um exemplo de cidadão, mas errou, e vai apodrecer num presídio. Aí sim nós nos lembramos de como se vive num presídio, ou então quando vemos um massacre do Carandiru da vida. Veja bem não estou defendendo aqueles animais, muito pelo contrário, devem pagar e rigorasamente, mas também estou alertando que nada deve ser feito de forma impetuosa, alertando tbem, que a sociedade é uma só, embora segreguem as pessoas em classes, como se fossem diferentes, mas não são. Alertando que não é dando pancada que se muda isso. Estou alertando que a mudança vem em poucas palavras: moradia, saúde, saneamento básico, igualdade, oportunidades e principalmente EDUCAÇÃO. Tudo isso gera dignidade e gera um povo e um país melhor e conseqüentemente gera paz e respeito. Antes de questionarmos a indiferença dos outros, quem sabe nos questionamos sobre nossas indiferenças e nossas insensíveis ações. Quem sabe antes de falar, possamos nos olhar no espelho, por instante único que seja.

Guria te adoro muito... bjão!!! Depois em diz o que tu achou, tá!!

Rafael disse...

Volto a discordar de vc, eis os motivos:
Em primeiro lugar: Vc me diz que "Sem sonhos não somos nada". Então lhe pergunto: Essa insistência em valorizar o sonho, induzida por uma cultura romântica, nos leva a que soluação diante dessa realidade que vc mesma diz ser assustadora? A realidade é sim assustadora, mas não devemos abandorar tudo aquilo que é assustador e nos recolher aos sonhos, pois devemos sim contemplá-la, sendo o caso, combatê-la. É por pensar assim (valorizando os sonhos e perdendo o tempo de mudar a situação com sonhos)que é mais fácil discutir sobre "Maior Idade Penal" quando deveriam discutir "Melhorias nas condições penitenciárias para que os internos fossem educados de uma forma que ao voltar ao convívio social não mais praticassem atos ilícitos". Ao SONHAR com uma sociedade prospera nos tornamos cegos diante de um assunto tão delicado, como a violência. Não basta por um assassino distante do seio da sociedade, é preciso que esse assassino compreenda que aquilo que ele fez é um ato reprovável. E muitas vezes a pura condenação não consegue, pois ainda assim cresce, junto a outros fatores, uma revolta dentro dele. É preciso, como dizem os estudiosos, ressocializá-lo.
Em segundo lugar: Percebo que vc é um tanto ingênua por afirmar que tem suas próprias opiniões. Ninguém, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM tem opinião própria. Somos, TODOS, sempre conduzidos por algum meio exterior a nós. Portanto, não afirme nao ser influenciada. Eu reconheço que muitas vezes sou influenciado. E isso não me ofende, pois o que me preocupa é a utilização dessa influencia.
Pra terminar: Perdão mas não espero o seu respeito. Se espera o meu, sinto muito mas não terá. E não veja isso com um olhar burguês e fique ofendida. Não me refiro a esse respeito que vc quiser se referir ao dizer - "Essa é minha opinião. Se você não respeita, eu pelo menos respeito a sua." Não respeito sua opinião pois não concordo com ela. Não quero mudá-la, claro. Mas acho um tanto fraca de argumentos para q eu possa respeitá-la. E peço que não me respeite tb. O respeito nunca levou o Homem a lugar nenhum. Os maiores homens desrespeitaram algo e mudaram esse algo. O Respeito é sobretudo uma forma cristã que o Estado, por influencia da Igreja, usa para manter seu rebanho em fila em direção à submissão, cantando o hino célico da ignorância.
Um beijo.

Autor: Rafael Sarajevo
Meu blog: www.cafeinaemversos.zip.net

Rafael disse...

Olá. Acredito que de todas as coisas q vc me disse, a mais inteligente foi afirmar q eu sou desprezível. Porem nao se alegre com isso se a sua intensao foi me magoar, pois não pretendo ser algo além do q isso. E essa sua afirmação pouco me ofende. Vc direciona suas teorias dentro de um conceito cristão. E quando vc visualisa o Respeito dessa forma q me falou com essa papo furado de Amizade, Familia, e tal e coisa e coisa e tal, isso já faz de vc uma pessoa altamente INFLUENCIÁVEL e sobretudo INFLUENCIADA. (ou vc teria um mesmo conceito caso fosse criada longe da sociedade?) Certamente q nao. Mas quem sou eu, dentro da minha condição de desprezível, pra poder argumentar quanto as essas questões com uma cristã. Esqueci o quanto é perfeito um cistrão. E me limitarei a vc pois já percebi q estou lidando com mais uma desses jovens pseudo-inteligentes-sensíveis q sao fabricados pelo proprio sista q eles mesma acredita criticar. Vc anda na contra-mao da história, garota. Acorda!!! Esse seu papo de Respeito, Sonho. Isso certamente faz parte dos seus valores. E vc nao mudarar nunca isso, certo?. Pq os valores estao além de tudo isso, né? Mas ja parou pra se perguntar o que vc pode ter uma parcela de culpa em crimes como esse desse garoto menor? E o quanto pode ser responsável pelo futuro de um outro garoto menor tentando leva-lo à penitenciária sabendo da situação das cadeias do país? E O quanto vc pode ser responsável também com esse seu pensamento de punir, punir e punir. Sem uma preocupação na ressocialização do individuo. Numa recondução do indivíduo infrator à sociedade de uma forma q nao mais volte a cometer o mesmo crime? Se punir fosse a melhor escolha, um crime só seria cometido uma vez. Pena perceber q pensa assim, como essa sede de punição, eu até q tava acreditando nessa seu papo de Respeito, Sonho, Valores, mas ao querer punir, punir e acima de tudo (sem reeducar) punir, vc se mostra uma pessoa q entra em contradição. Seus valores são contraditórios. Um Menor morreu, mas outra nao precisa ser morta tambem como punição. Pq colocar um menor numa penitenciária hj, na situação q se encontram as penitenciárias, é uma forma de decretar a morte desse jovem. (E viva a classe-média e suas barbáries!!!)kkkkkkkkkkk
A sua ingenuidade me deixa abismado, em saber o quanto a juventude "conciente" pode ser tao ingênua, como é q vc me diz uma coisa como essa: "a reportagem não era de opinião, era apenas de informação". Saiba vc q toda resportagem é de opinião. Pense nisso. Mesmo as q se mostram como o desejo central de informar.
Quanto a essa papo de "sonho", abre o olho, garota, e vai ler mais antes de tá falando bobagem. Antes de tá repetindo o mesmo papo furado q a TV e as revistas afirmam initerruptamente. Vc me parece uma marionete do sistema. E o pior, nem percebe. Nao to falando pro seu mal, e se sou agressivo é uma forma próprio minha. Mas eu queria pedir uma coisa, volte ao meu blog e leia de inicio o primeiro comentário q me deixou, depois leia o segundo. Houve uma mudança no seu tom, e nao venha me dizer q foi pq eu nao desmostrei respeito. Pq Gandhi disse "se valer a fábula de olho por olho e dente por dente, acabaremos todos cegos". Repense seus conceitos.
Um abraço e muita guerra na sua vida. Pois a paz num serve de nada. Apenas serve para acomodar seres covardes a viver numa subissao eterna. Beijo.

Ass: Rafael Sarajevo
www.cafeinaemversos.zip.net

Leandro disse...

hum, cá poetisa agora :D



:*

joicekelly27 disse...

Gostei desse blog
interessante

joicekelly27 disse...

é realmente isso é verdade, tem um post no meu blog com um assunto semelhante a este, precisamos de mais amor! www.osdiasdajoice.zip.net

Esqueci o google talk aberto!! disse...

Olá.
Brigado pela vizita.
Mas se o q mim fala nao lhe abala vc, pq vc inicisti em reponder-me a mim tudo q venho aqui lhe diser?
Se nao lhe abalace mesmo vc deveria ignorar. não axa?

Quanto a erros de portugês, cometi muitos erros de portugês agora nesse mesmo texto, e sei q vc conseguiu entender a informação q eu busquei passar, e saiba q existe uma teoria q diz q o importante é manter a comunicação... se vc entende, tudo bem. e outra, estamos na internet, minha cara. Longe do seu mundo careta q busca sempre a perfeição e mediocrisa o erro. "o macho, adulto, branco sempre no comando". Aqui nao existe certo nem errado.
Ah, um conselho: reveja seus conceitos... q até mesmo ao me mandar rever meu português é uma atitude careta sua. e limitada...

Anônimo disse...

I found this websitе on google and ωe're pleased you had coupon codes

Check out my weblog :: green smoke or v2

Anônimo disse...

I аm rеally impгessed tоgether with your writing skills as ωell аs with thе struсture on your
blog. Is this a paid thеme or ԁid уou modify it yourself?
Anуway keep up thе excellent qualіty writing, it іѕ uncommon to seе a great weblog like this one thеse days.

.

Feel free to surf to my sitе ... v2 cigs reviews

Anônimo disse...

Yes! Finallу someοne wгites about аssuѕtadoras.


Ηere iѕ my web blog ... bostonlegalfans.com

Anônimo disse...

ӏ love thеsе! I purchaseԁ the El Pаso,
There is no quesіon that i'm NOT smoking a tobacco cig.

Take a look at my blog post - green Smoke or v2