segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Tudo na vida tem seu propósito.

Já tentei não acreditar nisso, mas Deus e o destino (ou essa minha mania de querer filosofar tudo o que me acontece) se encarregaram de me provar que essa é uma das maiores verdades da vida. Pelo menos da minha.
As escolhas surgem em nossos caminhos a todo momento. E muitas vezes a escolha errada aparenta ser a certa. Perceber o erro, muitas vezes, é um dos momentos mais difíceis da vida.
Hoje posso dizer, com alma e o coração tranquilos, que estou aprendendo a admitir meus erros e a tentar repará-los. Mas, eles não me trazem arrependimento.
Cresci com cada pessoa que passou na minha vida, com cada momento vivido e, principalmente, com cada erro cometido.
E após tantos erros (e acertos também, né?! rs), estou conseguindo ser eu mesma. Estou voltando a ser eu mesma. Não vou dizer que sem medo, mas posso dizer que com muita coragem.
Eu não sei transmitir em palavras o quanto é gratificante e o quanto me faz feliz ver a imensidão do amor dos meus pais por mim. Me amam, me aceitam, com todos os meus defeitos. E eu descobri que eles querem meu melhor sim, mas não exigem nada de mim, como sempre imaginei.
O quão gratificante e bom é ter pessoas ao meu lado simplesmente porque nossas companhias nos fazem bem.
A vida já me pregou muitas peças, já fez doer muito aqui dentro. Mas eu descobri que grande culpa foi minha. Queria ser algo para as pessoas além do que eu era e tentava acreditar que era tudo aquilo que idealizava. Não era, nunca fui. Sou cheia de defeitos e milhares de imperfeições. Não sei controlar sentimentos, nunca soube. Por mais que exteriormente não demonstrasse, eles sempre fervilharam aqui dentro.
Hoje há verdade em tudo em mim. Nos meus olhos, nas minhas ações, nas minha palavras. Estou sendo o que eu quero e eu quero o que eu sou.
Não há felicidade maior.
E, que tudo na minha vida continue tendo esse propósito: a verdadeira paz interior e o prazer de viver cada dia.

Obrigada, Deus!

5 comentários:

lt disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lt disse...

Ah, as escolhas! São tantas e, pelo menos pra mim, extremamente difíceis. Decidir quais são certas ou erradas é uma questão de ponto de vista.
Enquantos muitos procuram pelo o que viver a vida, outros fazem seu propósito, 'escolhem' seu caminho. E acho que no fundo todos nós buscamos nosso próprio jeito de ser feliz. (:

Eu leio seu blog e acho o máximo como você escreve. Na maioria das vezes fico sem ter o que comentar. Aproveitando que agora tinha...

Saudade de você!
Lucas.

P.S.: postei meu comentário de novo porque náo me identifiquei e fica meio difícil adivinhar quem é pelas iniciais LT.

Rachel disse...

Parece que eu estou falando comigo mesma nesse seu post.
Acho que passamos por alguns momentos idênticos na vida e só hj conseguimos ser nós mesmas.
Bom fim de semana.
Adorei!

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Olá moça,
Esse seu blog é lindo demais menina!
E esse texto?Me apaixonei

Estamos te seguindo!
Visita o nosso tb.
Bjão ;)

Ana Carolina Vingert disse...

Adorei o post, tava passeando por aí e parei aqui.
estou tentando me encontrar sabe, levaram um pouco de mim e tenho tentado recuperar, me vi muito no seu desabafo.

tô acompanhando.

beijo!